sábado, 29 de agosto de 2015

Grifos no Parque - Distribuição de HQs

Olá, amigos da Grifolândia. Houve uma distribuição de HQs por iniciativa da Quinta Capa Loja de HQs, e é claro que fomos garantir os nossos... confiram:


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Mãe, no céu tem celular?


Por: Morpheus

Olá meus queridos Grifos, fazia um tempo que não postava nada no blog não é mesmo? Calma, vou explicar.
Pré- vestibular, trabalho, bebedeira com os amigos, bater tambor, matar galinha preta pra fazer oferenda pra ver se o blog hita,
gente morta mandando mensagem... isso tudo cansa muito.
Espera um pouco, gente morta mandando mensagem? isso mesmo Grifos, esse post além de anunciar o meu retorno ao mundo magico da grifolndia
também vou falar de uma serie que eu confesso que tinha um pouco de preconceito. A série é Pretty Little Liars!






Comecemos do começo, eu tinha um certo preconceito com essa serie por que pensava que era mais um draminha adolescente sem proposito algum.
Não que draminhas adolescentes sejam ruins, a não ser que sejam da Disney. Mas, como tudo passa, até a uva passa, eu resolvi assistir. (Mentira, o Netfix me bombardeava com propagandas dessa série toda bendita vez que abria meu perfil)
Então, resultado?
 


A série conta a história de quatro amigas que se afastaram após o assassinato brutal de Alisson, a quinta integrante e "líder" do grupinho. Até aí tudo fútil, tudo teenager...
Após o assassinato de Alisson as quatro garotas se separam para tentar segurar essa barra que é perder a amiga. Após um certo tempo afastadas as garotas se veem juntas novamente pela força do destino,
na verdade pela força de uma ameaça. Todas começam a receber mensagens de alguém que parece conhece-las muito bem e saber de todos os seus segredos. E pra terminar de lacrar o c* delas a tal pessoa assina as mensagens com um "A" no final.
Isso mesmo, "A" era o apelido de Alisson, a gata que morreu.






 Então temos uma situação aqui, marque a alternativa correta:

A) O anonimo que manda as mensagens é a falecida
B) O anonimo que manda as mensagens é um anonimo
C) O anonimo que manda as mensagens pode ser qualquer personagem

Marca, pelo amor de Tarantino, que eu quero saber quem é! Mentira, quero descobrir sozinho u.u




Quer a lista das personagens principais? Ok
Aqui vai a lista das herdeiras de Chico Xavier:




Spencer Hastings, a nerd. Spencer gosta de longas caminhadas no parque, dar uns pega no vizinho bad boy que é suspeito de ter matado a amiga cobra.
(foda-se, se não pudesse pegar os suspeitos nessa série todo mundo ficava encalhado pra sempre 2bj)
Não tem muito o que falar sobre ela, pois ela é a personagem mais sem graça, mas tambem a mais perigosa depois da Alisson, e até a própria Alisson temia ela.



Hanna Marin, a que sofria bullyng e deu a volta por cima. Era chamada de gorda de 15 em 15 minutos pela finada, que não se cansava de ressaltar o quanto a garota era gorda.
Sim, e elas eram amigas. Ta aí um ótimo motivo para a Hanna ser a assassina. Mas Hanna não se deixa abater, ela da a volta por cima e se torna a gata mais top das gatas entre as gatas gatissimas da escola após a morte da Alisson.

                                   



Aria Montgomery, a mosca morta que faturou o professor mais gato do mundo. Gente sem sal tem uma tendencia a namorar gente bonita né? em fim, deixa o meu recalque de lado.
Aria é a garota família, daquelas "eu do escolhi esperar",  e aí começam os problemas, "A" sabe como causar problemas em uma família.




Emily Fields, a sapata. Minha personagem favorita, a gata é atleta, a gata é lésbica, a gata se assume, a gata namora com um cover feminino do Bob Marley e fuma maconha com ela, a gata é a gata.



Assistir PPL, é que nem ver novela mexicana, quando estão descobrindo um segredo sobre a tal pessoa anonima ou sobre o assassinato algo acontece, ou acaba o episódio.
Sempre que desvendam um mistério aparecem mais 1000 para serem desvendados.
É um misto de frio na barriga e shippação sem fim. Eu não indico essa série nem pro meu pior inimigo, pois tem 99,9% de chance de você não ter mais uma vida social e se tornar um viciado.

Quer mais motivos pra ver PLL? Aqui vão alguns:
(Chega, já tô parecendo uma pornô)



O que aprendemos com o post de hoje?
1. Não enterre a sua amiga com um celular
2. Ou o chip beta funciona no céu ou lá tem ponto de recarga
3. Bixa fofoqueira morre cedo
4. Celular que faz download de espirito via SMS, mate o seu amigo e receba as noticias mais quentes do além no seu celular.


Ta esperando o que? corre lá bicha, vai assistir!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Three, Two, One... Interstellar


Wow! Finalmente assisti, depois de muita gente me encher o saco... mas valeu, o filme é realmente fantástico. Me lembrou bastante 2001: Uma Odisseia no Espaço (claro) e a ideia de pós-apocalipse me lembrou um pouco do livro Androides Sonham com Ovelhas Elétricas (Philip K. Dick) (clique aqui pra ir até a resenha). E sim, enquanto escrevo esse texto estou ouvindo a trilha sonora  do filme sou desses.



Um resumo resumido: a vida humana na Terra tá com seus dias contados, as plantações vão se acabando com uma praga, tempestades de poeira acabam com a saúde das pessoas. Aconteceu algo e estamos em um pós-apocalipse \o/ Qual a solução? Partiu outro planeta.


“Costumávamos olhar para o céu e imaginar o nosso lugar entre as estrelas. Agora apenas olhamos para baixo e nos preocupamos com o nosso lugar na poeira.”
.

A tripulação de 4 humanos e 2 robôs (com 100% de humor e 90% de sinceridade porque 100% disto não é recomendável pra lidar com seres humanos, '-' ) tem três planetas pra analisar se é possível viver em algum, mesmo eles estando em um sistema com um buraco negro e sérios problemas com tempo. Essa é a missão: encontrar um novo lar antes que todos na Terra morram (mas essa segunda parte é apenas opcional =D).

Antes de continuar... queria só dizer que ainda 'stou meio bugado com esses robôs:





quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Curtas de Animação #2



Mais outros três incríveis curtas de animação pra vocês. Se você perdeu as primeiras indicações, é só clicar aqui


1. A casa dos pequenos cubos (2008)

Nessa animação japonesa com um traço um tanto diferente (eu achei, é um desenho em 2D meio "sujo" com cores "amareladas", "velhas") um senhor vive sozinho em uma pequena casa ou melhor em um pequeno andar de sua imensa casa vertical (um prédio né), que ele foi construindo ao longo dos anos pra fugir do nível da água que vem subindo perigosamente, assim ao longo do tempo esse senhor foi aos poucos empilhando sua vida, sempre construindo um novo andar pra passar um tempo até ser inundado e ele passar pro próximo. Pelo que passou, por aquilo que ficou lá no fundo: continuemos!


domingo, 16 de agosto de 2015

Casa da Cultura - Exposição Arca


No segundo andar da Casa de Cultura até o dia 28 de agosto de 2015 estão expostos colagens e desenhos.


Colagens de Henrique Vilarins

A mistura das cores e a escolha das imagens enchem nossos olhos, são muitos detalhes, muita informação arremessadas em nós ao mesmo tempo. Algumas são complexas de entender, já outras entendemos que falam sobre a liberdade feminina, o artista trouxe a necessidade de discutir a posição das mulheres dentro de um contexto machista de uma sociedade patriarcal, e essa necessidade de expor essa liberdade que as mulheres têm direito, seja ela sexual, reflexiva, expressiva como um todo. 




Desenhos de Albert Crimson

São ao todo nove desenhos em preto e branco, onde os modelos dividem a folha com flores e alguns insetos. Mas não é tão simples assim, vemos uma carga emocional não só nos humanos mas também nos animais e plantas que compõe a imagem, nos quais os modelos se fundem/perdem, e até tem um efeito que nos lembrou estática (de televisão), como se a personalidade deles ainda não estivesse estável, ou mesmo sincronizada (com o quê?).

Nós percebemos que elas retratam a liberdade corporal e o processo de puberdade, para nos ajudar a compreender há alguns parágrafos sobre a temática... Seguindo passo a passo essa parte da exposição nos deparamos com o florescer da juventude, passamos da descoberta de si mesmo e do seu "aroma" (aproveitando a metáfora das flores do artista) e depois da necessidade de fazer com que esse aroma seja sentido por outras "flores". E também de que as pétalas podem cair mas a necessidade de se amar restaura a auto-confiança e ainda que com uma única pétala é possível continuar a exalar perfume.


"Encontre o que você ama e deixo-o te matar" Bukowsky


It's Jessabelle









Meus Grifos queridos, estamos reunidos aqui para falar a respeito de um filme.

Não tem muito o que falar por ser um filme de terror;mas esse filme em especial,a protagonista já começa no fundo do poço e você poderia pensar nesse filme:


Mas, não é. Trata-se de Jessabelle, um filme muito bom, que envolve duas coisas que eu gosto: raciocino e magia negra, ou como nos habituamos a chamar aqui, macumba. Espiem o trailer:


Jessabelle acaba de perder o boy magia, e ofilho que estava esperando em um aborto espontâneo em um acidente de carro muito tretudo, tanto é que que ela fica em uma cadeira de rodas contando só com o pai, que não é a pessoa mais legal do mundo. Como eu disse, ela esta no fundo do poço. A mãe dela é o ser mais assustador do filme. Sério!

Por todo esse contexto esse é um daqueles filmes que faz criar mil e duas teorias diferentes, mas nesse eu acertei metade, com o nossos queridos J.Caronte e C. Schreave, fizemos uma sessão de cinema enquanto ainda estávamos de férias, Morpheus, estava ocupado no dia. Tadinho.




Enfim, como eu estava dizendo, conhecer um lado de rituais de outras religiões de uma forma "justa", já que não demonizou essas religiões, foi algo novo, pra mim, em filmes de terror e finalmente pude fazer uma ligação histórica no filme com relação a contribuição negra nos EUA, especificamente no sul do país, em Luisiana.

Parece que essa região tem fama por sua influencia mais forte das regionalidades afrodescendentes e por isso ate mesmo a Disney, com seu jeitinho de ser único, fez referencia a essa fama de Luisiana, com o filme a "A princesa e o sapo".

Ao final desse filme a mensagem é a boa e velha lei de Talião: "Olho por olho, dente por dente".

Então meus amores, assistam e depois venham me contar o que acharam, ok? beijos. <3

Ficha Técnica:
Titulo: Jessabelle: o passado nunca morre.
Diretor: Kevin Greutert
Gênero: Terror; suspense
ano: 2014
Nacionalidade: EUA

sábado, 15 de agosto de 2015

Nas asas do Grifo \o/


Boa noite, amores! Como estão? Ontem (14/08) o Grifo voou até a Casa de Cultura e presenciou as incríveis exposições que estão acontecendo lá. Nessa postagem iremos falar da que encontra-se no térreo da Casa, a Mostra Itinerante do 7° Salão Medplan de Humor:



De caricaturas - como as de Maria Bethânia, Ariano Suassuna, Chico Buarque e Jorge Ben Jor - à  críticas sociais, as imagens te arrancam risadas, sobrancelhas erguidas e proporcionam uma boa dose de reflexão acerca da inveja e seus efeitos produzidos por aqueles que a sentem, como o despeito e a ganância. 


Sem dúvidas, uma das nossas favoritas. Tadinho do Loki, gente :(

A entrada é franca e as quarenta peças de autores nacionais e internacionais ficarão à disposição do público até o dia 27 de Agosto. 

Esperamos, de coração, que tenham curtido. Aos que puderem e tiverem interesse, deem um pulinho lá. Mais do que recomendado ;) 

PS: As imagens não ficaram com uma resolução melhor porque nossos reflexos teimaram em sair x__x

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Só nas beiradas - Beira Rio, Beira Vida

Sua vida era plana, passava pelo cais de manhã e à noite, não como etapas de cada dia, mas como etapas de um caminho repetido, sem começo nem fim. Não ia nem vinha. Ia sempre para o mesmo lugar, ou vinha sempre da mesma porta.
Página 108

Antes de qualquer coisa quero esclarecer dois pontos, bem rápido:

1. Xará
Não confundir os escritores Assis Brasil e Assis Brasil, mesmo correndo o risco de talvez você não saber da existência deles é bom avisar. Um é Francisco de Assis Almeida Brasil que nasceu em Parnaíba (Pi). O outro é Luiz Antonio de Assis Brasil que nasceu em Porto Alegre. De qual vou falar? Do primeiro, o parnaibano. Okay? Okay!

2. Antes de ler!
Não sabia quase nada desse livro, escolhi ele porque aparece em algumas listas de livros do Piauí (até aqui tudo bem), mas acho que não li nenhuma resenha ou sinopse, a única coisa que realmente sabia era que o livro iria falar de alguma forma sobre prostitutas. Na minha cabeça: um livro de poucas páginas + esse tema + uma fama relativa de  ser muito bom + acontecer na beira do rio; só poderia significar...


É... eu errei, desculpa.

Agora, podemos ir pra resenha em si.

Ovelhas Sonham com Humanos Elétricos? #2


E nesse segundo texto sobre Androides Sonham com Ovelhas Elétricas? vou tentar fazer um comparativo entre o livro de Philip K. Dick e a adaptação (Blade Runner) do Ridley Scott. 

Caso você tenha reparado que esse é o segundo texto, e queira ler o outro (o que recomendo) onde falei um pouco do contexto da história criada por Dick, clica aqui. \o/

Livro vs Filme

Logo de cara é bom falar que o filme é baseado no livro, não é a mesma-fiel-exata história, além de ele não tentar explicar o que tá acontecendo ou aconteceu com o mundo, ele simplesmente vai, o que é interessante porque tem muito filme por aí que chama a gente de burro de tanto explicar o que tão fazendo.

Deixa eu voltar... porque é fácil se perder.

Livro/filme vão trazer a história do caçador de androides Deckard que recebe a missão de "aposentar" alguns androides; basicamente é isso que se passa, é basicamente isso que vou contar da história meixmo.



quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Você já ouviu "trem das onze"?



Hoje, dia seis de Agosto de 2015, seria o aniversario de 105 anos do Grande João Rubinato, ou como ficou conhecido Adoniram Barbosa. Nascido em 1910 sempre lutou por sua família e por seu espaço no cenário artístico, em um pais que acabara de inventar a cidade e de implantar a industria em sua sociedade.



Rubinato foi um dos maiores artistas brasileiros, em uma época em que os artistas faziam de um tudo, foi compositor, cantor, ator e ate humorista e se apresentava nos programas de rádio, e foi principalmente através desse caminho que sua carreira começou a dar certo ate que ficou conhecido como o pai do samba paulista. Segue um de seus maiores sucessos, "Trem das onze" cantado por um dos grupos de sambas mais famosos e zoados do Brasil: Demônios da Garoa.




O filho de de imigrantes italianos João Rubinato, em suas performances como ator e humorista nos programas de radio criou inúmeros personagens, dentre eles Adoniram Barbosa, que se confundiu com seu criador.



Essa é nossa singela homenagem a alguém que contribuiu enormemente para a cultura do nosso pais. Obrigada João Rubinato!

Para saber mais sobre a carreira e a historia desse grande artista brasileiro clique Aqui ou Aqui; e para ter acesso á algumas de suas letras clique Aqui.

Ate a próxima meus amores e não esqueçam de valorizar o que pertence a vocês e o que formou as pessoas que os formaram. <3




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...