domingo, 16 de abril de 2017

Logan - "I hurt myself today"





Yeah! Vamos hablar sobre Logan.

É. Eu sei que o filme tá com um tempo no cinema (já deve tá saindo ou já saiu). Enfim, precisava falar sobre esse filme incrível. Pra começar um pouco de música para entrar no clima:




Já ouvi gente falando sobre cinema dizer que a primeira cena vai dar a "pegada" do resto do filme. Nossa. Aquele começo de Logan foi um tiro na cara. Até me assustei, ainda tava me recuperando da carreira pra chegar na sala a tempo, porque só consegui comprar o ingresso na hora de começar os trailers.

Pra descansar dessa corrida o filme me joga uma cena de ação, pancada, garras, espancamento, Logan no chão. Confesso que me assustei no primeiro tiro. ^^ Essa cena foi pro público ter certeza que vai rolar muito sangue e violência.



É o filme perfeito para levar seus filhos (piscadela). Na verdade, na sessão que fui tinha duas crianças na minha frente... Como lidar? ¯\_(ツ)_/¯

 Depois desse banho inicial de violência, nos aprofundamos na decadência do Logan, vemos um personagem quebrado pelo tempo. Álcool. A velhice chegando. A solidão. Trabalhando como motorista de limousine. Essa é a parte da desolação, do deserto. Também encontramos um Xavier decrepito e mais um mutante e nada mais. Devido aos seus poderes o Logan vai ficando... enquanto todos os outros morrem. Basicamente essa é uma das essências do personagem.

Com essa questão do "fator de cura" do Wolverine, ele tenta evitar se relacionar com as pessoas de uma forma mais íntima, é aquele lobo solitário. Sem uma família (tirando os x-men, claro), sem pais e sem filhos, ele é sozinho na vida, é como se ele tivesse rompido o ciclo e se tornado algo à parte, algo que não morre (mata).



Então Laura uma garotinha do capiroto entra na história. Tão fofa carregando uma cabeça decepada como se fosse a lancheira da escola <3 Ainda estou um pouco assustado com aquela atriz, espero que aquelas cambalhotas sejam feitas com computação gráfica... Medo. 

E aqui começa a parte road trip do filme. Logan, Xavier e Laura pegam a estrada. Pai, avô e filha. ; ) O clima é muito bom e essas viagens de carro combinam com a impressão de "solidão" do começo. É um filmaço de estrada, teve até uma cena que lembrou Mad Max.  

Esqueci de falar que os poderes do Wolverine estão falhando. Ops. Ele não tá se curando tão bem quanto antigamente, aí às vezes ele tem que puxar a garra que não saiu por completo. Sangue. Esse fato deu um choque de humanidade tão grande pro cara, sei lá, o filme é mais cru e mais dramático.

Drama? É, pois é. Aqui você vai encontrar vários arcos de drama. Tem Xavier tendo ataques. Tem gente morrendo que você chega respira fundo e solta um "coitados". Tem a menina com problemas de confiança e de se relacionar... ela nem fala a maior parte do filme ainda bem, mesmo assim a Laura ainda tem cenas engraçadas. É um filmaço completo, não tô dizendo? Tem de tudo um pouco.

Pero, nem tudo é só elogios. Vamos causar... ou não.



Que vilão foi aquele. Só lembro de ele fugir, ir para trás, se esconder; não dá pra levar a série um troço desse não. Que tipo de ameaça é essa? Fiquei com a impressão de que ele tava lá só pra preencher o espaço de vilão, aqui tô falando do Donald Pierce (o cara da mão mecânica). É bom especificar já que há outras figuras "vilanescas" com um cientista e um cl... shh... sem spoilers.


 O próximo ponto foi só uma cena rápida... Na "última parte" de Logan, temos uma floresta, reencontros, mais gente e tudo mais. É meio que um contraste com o resto do filme, onde antes é solidão agora é esse tumulto, mas beleza. Mais para o final há uma cena onde os personagens se juntam para atacar outro que ficou muito Os Mutantes: Caminhos do Coração. Sério. Não conseguir evitar a comparação. Ficou muito estranho aquilo ali. 

Então, é isso. Esse filme foi a melhor despedida que você respeita.

'Té mais. 





P.S.: Assista!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...