sexta-feira, 31 de março de 2017

Três músicas, três mulheres


Queria deixar minha contribuição para esse mês de março/mês das mulheres, no entanto... não deram certo umas leituras que eu tava planejando, filmes também não, mas nem só por isso vou deixar de lançar umas indicações algo aqui. MÚSICA! Mesmo eu achando meu conhecimento de música bem limitado, não custa nada tentar.

A primeira é... rufem os tabores.


A Mulher do Fim do Mundo da Elza Soares, do seu último álbum de mesmo nome. É um samba bem carregado e triste. Posso falar que é samba? É samba? Desculpa, realmente não sei, sou péssimo com essas classificações. Enfim, é magnífica.

Meu choro não é nada além de carnaval
É lágrima de samba na ponta dos pés
A multidão avança como vendaval
Me joga na avenida que não sei qualé




A próxima: Ouça-me de Tássia Reis. \o/ "Vai presta atenção". Essa é uma daquelas músicas-grito, um grito negro, feminino e forte. E o que dizer sobre os tambores de fundo S2 Essa música se impõe e contagia de tão incrível que é.

Simples assim, os bens irão justificar os fins
E as manas e minas que colam comigo também tão afim
Vim dessa voz ouvida e não mais oprimida
Equalizada por todos cafundós e confins



Agora pra fechar: Tombei de Karol Conka. Essa é a mais dançante das três. Cheia de atitude e elétrica. E tem som de triângulo lá pro final :) Pelo menos eu acho que é. '-' Ouçam porque essa música é um afrontamento maravilhoso. 

Faça o que eu falo
E se tiver tão complicado
É porque não tá preparado
Se retire, pode ir

Causando um tombamento, oh
Também tô carregada de argumento, oh
Seu discurso não convence, só lamento, oh
Segura a onda, se não ficará ao relento, oh




É isso. 'Té mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...