domingo, 1 de maio de 2016

Série: Belas, recatadas e do "lar"? Será? #DoramaPraVida Parte 1




Hello everyone! o/ Como estamos nessa linda noite de sábado? Eu estou fazendo o que eu mais gosto, que é ver dorama. <3 Ainda sobre doramas, hoje pretendemos ter um papo legal, sobre Ásia, Coreia do sul, mulheres e família (através da ótica dos doramas).

   
Vamos conversar sobre Twenty Again.<3 Antes, uma pausa para as informações básicas, que toda resenha de respeito deve ter:


Título: 두번째 스무살 / Doobunjjae Seumoosal/ Twenty Again
Conhecido também como: Second 20s, Second Time Twenty Years Old
Gênero: Romance, comedy
Total de Episódios: 16
Emissora: tvN
Período de transmissão: 28 de agosto à 17 de outubro de 2015
Produção:JS Pictures
Direção: Kim Hyung Shik

Roteiro: So Hyun Kyung

Antes uma pequena sinopse (Sem spoiler):

Ha No Ra (Choi Ji Woo), engravidou na adolescência por isso se casou muito cedo, aos 19 anos, e agora depois de passados vinte anos, seu casamento vem declinando cada dia mais, seu marido Kim Woo Chul (Choi Won-Young) vive lhe pedindo que assine os papeis do divorcio alegando que seu casamento está insustentável porque eles não dialogam mais. Por outro lado seu filho Kim Min-Soo (Kim Min-Jae) está tentando passar no vestibular, e a pressão lá não é só da família, a cidade toda ta "torcendo" quando os alunos vão fazer a prova. Mas isso é outro assunto.


A questão é que ela acaba entrando na mesma Universidade em que o filho entrou e que o marido passou a trabalhar, isso porque ela estudou escondido e pretendia levar os estudos adiante na surdina o máximo de tempo que fosse possível, mas como com as pessoas das quais ela queria se esconder estando no mesmo ambiente o tempo todo? E é ai que começa as treta... quero dizer a historia. :D

 A partir daqui eu vou elencar alguns pontos que chamam mais atenção e abrem questionamentos... ou não. O resto é com vocês.

Eu sei! Ela é tão linda e talentosa. <3
A largada:  

No inicio No Ra era uma ahjuma (mulher mais velha, que geralmente cuida da família e da casa)  mesmo, vivia para o marido e o filho, e irritava muito, porque parecia que ela não tinha personalidade e só fazia aquilo que o marido queria, e esse ainda por cima tinha uma amante rica Kim Yi-Jin (Park Hyo-Joo), Porque outro motivo ele pediria o divorcio não é? Mas, como uma mulher submissa assim estudou e passou no vestibular sem que a família soubesse?

Bom, Ha No Ra foi diagnosticada por engano com uma doença terminal e passa a acreditar que tem apenas seis meses de vida, por isso ela decide experimentar tudo aquilo que ainda não tinha feito. e consegue. E o amor pela personagem só vai aumentando no decorrer dos episódios. <3


Vinte outra vez: Antes de engravidar e se casar No Ra tinha o sonho de ser dançarina profissional, mas isso foi interrompido com o nascimento do Min-Soo e com o traste do marido dela, e ao voltar para a Universidade ela pode resgatar um pouco do que ela não pode viver, mesmo que não seja exatamente do jeito que ela pensou; alem do mais ela acaba se dando também a oportunidade de conhecer melhor os problemas da nova geração e por tanto do filho, o que vai mais na frente ajuda-la a melhorar a relação com ele, que por sua vez passa a olhar a mãe de uma forma diferente depois dessa performance: 




Depois de um tempo ela começa melhorar a relação como Min Soo, eles acabam se entendendo mutuamente e ele se torna o fã e defensor numero um da mãe, é muito lindo ver a relação deles depois de tudo isso. <3





Cha Hyun-Suk e as melhores lembranças: 

Logo no primeiro dia de aula ela se depara com esse tipo de professor:


Espera, tem outra foto! <3


Além de não aparecer um professor assim na minha turma da Universidade, pra mim só aparece professores assim:


Além de ser o professor de No Ra, Cha Hyun-Suk também foi colega de sala dela na época da escola, ele também é o bombom do momento no dorama. <3 Com ele, ela vai relembrando o passado com a turma de amigos deles, composta, alem dos dois, pela melhor amiga da No Ra, Ra Yoon-Young ( Jung Soo-Young) e um outro amigo do Hyun Suk, que eu não lembro o nome agora.

Alem da No Ra e do Hyun Suk: Yoon Youn (BFF No Ra)
e o amigo do Hyun Suk.

Precisamos falar sobre o meu shipp:

Gente, meu shipp foi tão forte nesse drama que quase morri umas dez vezes! No Ra + Hyun Suk = <3
Eles era aquele casal imaturo que fica se provocando, sabe? Mas, ela era o Crush dele na epoca da escola, e esse amor só aumentou quando eles se reencontraram 20 anos depois, e quando os desentendimentos foram resolvidos... Ah! Demonstrarei com imagens, espiem:





Ele sempre fazia tudo pelo bem dela, e ela sempre acreditou nele, desde o inicio e passou a ama-lo, tinha como evitar amar esse homem? Agora vou demonstra com um MV:


P.S. Um ponto muito legal foram os atores jovens, odeio quando colocam os mesmos atores para fazerem as personagens em diferentes idades, essa foi mais um ponto positivo para Twenty Again.



Cartas na mesa e o papel social da mulher (na Coreia do sul):

Tudo o que eu sei sobre a Ásia, eu aprendi e vi em doramas, animes, mangás, manhwas internet, e alguns livros, ou seja, é praticamente um conhecimento puramente virtual, o que não o desmerece nem um pouco, mas o que eu quero dizer é que eu nunca fui lá, muito menos morei em nenhum país asiático ( Se é meu sonho?). 



Mas, a questão é? Qual seria o papel da mulher lá na Coreia do sul? (Nem vamos falar na do Norte porque ali o bagulho é bem loko.) E ainda mais da mulher mais velha, na casa dos seus 40 anos? No Ra enfrento muito preconceito e discriminação, principalmente da família. Quem curte cultura asiática em geral sabe que tem países que demonstram e desenham mais claramente essa linha do lugar social de cada um, nos doramas japoneses, por exemplo, quando um cara quer namorar uma mina e tem um rival ele vai e fala com a mina primeiro, né? SQN! Ele vai lá e fala com o outro cara primeiro. Algo tipo isso:


 A questão é que as vezes os doramas confundem atitudes machistas com romantismo ou ciumes, coincidência? Acho que não. Na verdade nesse e em muitos outros aspectos acho que Coréia do Sul e Brasil são bem parecido, nós temos a vantagem de estar no ocidente, onde as lutas em defesa da mulher ao menos começaram? Certo, Sabemos que o corpo é da mulher e ela faz o que quiser, não é?
Aqui no Brasil quase não morrem mulheres, certo? Pois bem, não sei a respeito das mortes, mas ao que (a)parece nos doramas os asiáticos estão muito longe de saber qualquer coisa aqui. Claro, que as mulheres votam e trabalham; mas qual a grande diferença? será a censura "mais presente" ao machismo que se tem no Brasil? O que é pior. saber que é errado e continuar a fazer ou bancar o ignorante e fazer mesmo assim? Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?

Linha de Chegada:

Twenty Again foi em diversos aspectos excelente, me abriu a mente e me fez questionar muitas coisas com as quais eu não tinha trabalhado ainda, a Ha No Ra (Digi)evolui e faz com os que estão a sua volta melhorem também, todas as personagens e os dorameiros que assistem são cativados por ela, que luta pelo que quer e sabe que ser corajosa é saber que algo é mais urgente que o medo. Agora que estou me despedindo vou colocar um teaser para vocês visualizarem a coisa toda (Na verdade é um copilado):


Momento musical: Sobre a OST do dorama: foi muito linda, mas não a minha preferida...

1. [MV] Honey G – Wrongful Meeting (Second Time Twenty Years Old OST Part.1):



2. Yoo Sung Eun - Oh You Yeah You MV (Twenty Again OST part 3):



3. [두번째 스무살 OST Part 6] 김민재, 솔라 of MAMAMOO - 별 (Star) MV



É isso pessoas. Pra quem já é de casa (dorameiro) e pra quem não é principalmente eu indico muito esse dorama que é super divertido e te faz pensar na questões da vida, do universo e tudo o mais. Ate a próxima grifos. o/ 

Esse dorama pode ser assistido online no Dramafever ou pode se baixado no Banzai Fansub (requer cadastro) No Puri Puri fansub está em andamento e também requer cadastro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...