sábado, 27 de fevereiro de 2016

Oito anos servindo qualquer um a qualquer um! \o/


Olá Grifos! o/
Vamos falar do filme que está fazendo oito anos nesse mês de Fevereiro e que foi o responsável, juntamente com O cavaleiro sem cabeça, por me apresentar ao homem da minha vida. Esse filme é Sweeney Todd: O barbeiro demoníaco da rua fleet.



Muitos filmes que tem o trio Burton, Bonham Carter e Depp, tem roteiros muito originais e boa parte deles são adaptações de roteiros teatrais, logicamente da Broadway, como é o caso de Sweeney Todd.



Bom, o filme foi dirigido por Tim Burton, foi lançado no dia 8 de Fevereiro de 2008 e contou com nomes como os do Alan Rickman e de Timothy Spall, alem dos já citados e celebrados Depp e Bonham Carter, atores maravilhosos! <3



Bom, a historia é sobre um barbeiro comum chamado Benjamim Barker...



Ok, desculpe! O Mr. Todd (Johnny Depp <3) , foi acusado injustamente por um crime que não cometeu e foi exilado da Inglaterra por 15 anos, tudo por que o juiz Turpin da cidade queria se livrar dele e ficar com sua esposa e a filha vinha de brinde.


Então quando voltou do exílio Mr. Todd só pensava em se vingar do homem que destruíra a  sua família e para isso ele encontrou a cúmplice perfeita.


Mrs. Lovett era viúva e tinha uma loja que vendia as piores tortas de Londres, ela mesma diz isso! Ela já tinha o Mr. Todd como crush mesmo antes dele se casar ou ser exilado, isso fica claro como o dia de maneira gradual. Ele com seu plano de vingança e ela querendo melhorar os negócios, foi como unir o útil ao agradável, já que a carne estava cara, fazer tortas sumia com os corpos e ainda tirava um lucro. :D


P.S. Eu gostaria muito que vocês vissem a legenda, mas não consegui pôr aqui na postagem mesmo, mas cliquem Aqui para ver a tradução da musica.

Quando assisti Sweeney Todd pela decima quinta vez, que foi quando consegui prestar mais atenção na historia que no Johnny cantando, consegui formular dois tipos de criticas diferentes, a primeira foi a critica ao filme em si, o Johnny era muito novo, na época, para o papel de um homem na casa de seus 50, 60 anos de idade, claro que ele compensou com sua rotineira atuação fantástica, na maior parte do tempo você esquece dessa questão, é só quando ele interage com personagens com o Pirelli que na historia é um homem em seus 40 anos que trabalhou na barbearia do Barker, mas são apenas alguns momentos.


A outra reflexão é quanto a própria historia que é um drama. Todd ficou cego por sua vingança e cometeu, alem de muitos crimes, muitos erros também; provavelmente a Mrs. Lovett foi uma ancora para ele por algum tempo, se não fosse por ela, ele teria sido pego antes mesmo de atingir seu objetivo; ao passo em que ela contribuiu para aumentar o sofrimento dele e sua vontade de se vingar, tudo para talvez ter uma chance com ele.




Mas, o que ele poderia fazer? Perdoar o juiz Turpin? Essa historia retrata bem a natureza humana; se fosse com você caro leitor? Se você acreditasse que a pessoa que você ama e sua filha estivessem mortos (as) você perdoaria a pessoa que causou esse sofrimento? e ainda mais improvável: perdoaria a si?


Eu sou bastante suspeita para falar desse filme, mas sempre tento manter meu senso critico, apesar do Johnny ficar me seduzindo constantemente...


Gente, juro que tento escrever menos, mas não consigo! Hahahaha
Não tem sentido colocar as musicas aqui sem as legendas, por isso vejam essa Playlist com as musicas do filme, que fazem criticas sociais muito interessantes, eu garanto que não iram se arrepender.


Bom, é isso! Minha intenção com esse post foi homenagear esse trabalho maravilhoso e escrever algo relacionado ao meu amor, todos que estão a minha volta sabem o quanto ser fã do Johnny me ensinou e oque ele significa pra mim. enfim.., é isso ate a próxima Grifos! o/

P.S. Essa sou eu depois de assistir Sweeney Todd pela primeira vez:

1. Imaginando nossos passeios pela praia juntos:



2. Imaginando nosso casamento:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...