quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Don't panic nós temos flechas '-' (Marvin e Xerife de Nottingham)


Continuando com a nossa Rickman's Week, trago mais dois filmes que o Alan Rickman participou:

Robin Hood – O Príncipe dos Ladrões (1991)

Xerife George de Nottingham/Vilão

O filme começa com o Robin Hood preso porque foi lutar em uma Cruzada, sim, o contexto histórico são as Cruzadas, Ricardo Coração de Leão, essas coisas (ponto positivo) quando ele consegue voltar para casa, descobre que o pai dele, o senhor da região e de um castelo, foi deposto pelo Xerife de Nottingham (Alan) o vilãozão da história, o coisa ruim, o quase mochila de criança. 

Voltando... Como a família perdeu poder, a riqueza e tudo mais o Robin Hood começa a lutar contra esse novo "senhor" da região, e fazer aquele esquema de roubar dos ricos pra dar para os pobres. E tem uma velha amiga de infância também em jogo, até aqui tudo bem, né? Tudo bem... 


O que mais me incomodou no filme foi que tentaram "santificar" o Robin (Ah tem o Morgan Freeman no filme também, o personagem dele é o parceiro muçulmano do Robin, que fica a todo momento o chamando de cristão) enquanto deram um acapirotada no vilão, que tem até uma bruxa de estimação que vê o futuro no cuspe (é sério)...



Vou confessar que não conheço muito a história do Robin Hood pra dizer se o Xerife de Nottingham era envolvido ou não com tinhoso, é bem provável que sim, mas de qualquer forma acho que erraram a mão um pouco; e envolveram até os Celtas do nada. O bom é que da atuação do Alan Rickaman (que ganhou um BAFTA por ator coadjuvante) não tenho o que reclamar, e é um pouco estranho ver a cara dele pra quem tá acostumado com o Snape, porque ele tava com uns 40 anos na época. 


O Guia do Mochileiro das Galáxias (2005) 
Marvin (Voz)


O Alan Rickman também tá no filme do Guia do Mochileiro (SURPRISE!), eu não sabia disso, acho que porque da primeira vez que assisti foi dublado, não tinha como encontrar ele lá memso, já que o ALan fez a voz do Marvin, o robô depressivo com uma mente do tamanho de um planeta e a voz do Snape \o/

É um filme complicado de se avaliar porque veio de um livro que não é tão simples de se adaptar, né? No livro do Douglas Adams são mil coisas acontecendo, e piadas, e questões filosóficas, lugares, enfim. Não é aquele filme: "Oh Meu Deus, que filme!" Mas dá pra ver que o Alan conseguiu passar o estado de espírito do Marvin. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...