segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Festa no céu




Eu fiquei pensando no que poderia trazer para vocês no dia de hoje, o dia dos finados, ou dia dos mortos; e para escrever a verdade não consegui nada melhor do que "Festa dos mortos".



A historia começa quando um grupo de crianças vai ao museu em uma visita guiada, como uma forma de "punição" por seu mal comportamento; ao chegar lá uma moça começa a lhes contar uma historia contida no grande "livro da vida", a historia que lhes foi contada envolve três mundos: primeiro o mundo dos lembrados representado pela adorada deusa Catrina/La Muerte, que faz uma aposta com o deus Xibaiba representante e deus do mundo dos esquecidos; sobre o destinos de três mortais e amigos de infância: Maria, Manolo e Joaquim.



Joaquim, Maria e Manolo


Se Maria se casasse com Manolo, La Muerte ganharia a aposta, mas se ela se casasse com Joaquim quem ganharia seria Xibaiba. O que estava em jogo? Vocês me perguntam. Só o domínio do mundo dos lembrados, afinal ninguém queria cuidar do mundo dos esquecidos, lá era muito chato.

Catrina/La Muerte e Xibaiba
Ao perceber que Catrina e Xibaiba são divorciados me fez pensar como seria um divorcio de deuses. Ainda bem que eles são imortais.
É uma animação muito encantadora e ao assistir você se sente um estranho em casa, não sei se posso explicar de uma forma melhor; mas é bem assim que eu me senti. Cheio de cores e de vida, mesmo tratando também da morte; aqui a morte é vista com com alegria e acima de tudo muito respeito; o mundo dos mortos é muito mais colorido e cheio de vida; assim como na animação "A noiva cadáver" do diretor Tim Burton; talvez uma resenha em breve?

Esse filme me deixou a reflexão a respeito dos rituais fúnebres que eu já estive, e pensei será que os nossos rituais fúnebres são realmente para os mortos? Será que precisamos sempre ser tão "cinza" quando se trata de lembrar nossos finados? Talvez isso venha da tradição católica, onde a morte é uma especie de pausa, ate que o seu líder, Jesus, retorne para "despausar" o bagulho. Enfim são muitas questões que vem a minha cabeça, se vocês têm alguma teoria por favor compartilhe conosco aqui nos comentários.


Fazendo uma pesquisa leve a respeito do dia dos mortos no México, vemos que por lá eles se fantasiam, levam comidas e objetos que seus parentes, que vem visitar gostam, arrumam e limpam suas lapides, fazem altares em casa; é um dia de festa, em que pessoas que amam vem visitar, o filme não aborda a festa em si, mas a ideia da visita dos mortos é abordada de uma forma tão doce e linda... Ai Ai! Algo no estilo "Sempre estarei contigo!" <3



Este Grifo que vos escreve mais que recomenda esse longa animado, que é encantador e te faz ter orgulho de suas raízes. Ate mais Grifos, Amo vocês.


Ficha técnica:
Titulo: Festa no céu (The book of life)
Diretor: Jorge R. Gutierrez
Ano: 2014
Gênero: Animação
Nacionalidade: EUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...