quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Chamando todas as góticas suaves!


POR: MORPHEUS


Estou aqui pra falar de uma coisa que vem me chamando a atenção na internet ultimamente. O surgimento de um movimento Gotico Suave, não sei se o nome é oficialmente esse, a gente usa como brincadeira, mas vi que realmente ta acontecendo. Roupas escuras, Tumblr, "Popzinho dark"...


Estou muito feliz por ver o surgindo no meio musical artistas como Lykke Li, Lorde, The Black Belles, She Wants Revenge, Banks,,, e vários outros artistas que estão trazendo um som melancólico com um tempero dark. Mas como tudo tem seus prós e contras, e como de costume na internet, as pessoas estão resumindo a cultura gótica a esse novo estilo "gótico leite com pêra". Não quero desmerecer ou diminuir essa nova roupagem que estão dando ao estilo gótico, mas não esqueceis dos percursores do movimento. Já que me fizeram sair do meu caixão, vamos a uma aulinha sobre cultura gótica...








Inicialmente a palavra "Gótico" era utilizada para fazer referencia aos Godos, que segundo o meu colega Wikipédia: "Eram um povo germânico originário, segundo Jordanes, das regiões meridionais da Escandinávia."





Mas nada disso tem a ver com a cultura gótica que se conhece hoje... Pois só em 1979 a palavra começou a ser usada para designar a cultura que iria surgir a partir daquele momento. O pós-punk, que mais tarde foi chamado de Gótico, surgiu após o ápice do esilo punk, quando bandas com uma temática mais obscuras ficaram em evidencia, e automaticamente se destacaram do movimento punk... Tivemos alí o surgimento de maravilhosas bandas percursoras do estilo gótico, como Joy Division, Sisters of mercy, Bauhaus, The Cure...

Escutar Joy Division era tipo ser fan da Demi Lovato, não podia ter uma lamina do lado. rsrsr
E o que falar do fofinho do Ian Curtis? Gostava tanto da Bad, que não saia dela.


Ah, Sisters of Mercy...  e todo o sexapil vampiresco de Andrew Eldritch e da Patricia Morrison? É de matar. Os olhares sombrios, as batidas pesadas do Darkwave... me possua, me possua! Ta parei
       




Bauhaus é u clássico né? eu sou meio suspeito pra escolher uma musica deles, por que também amo o Bela <3

The Cure, a fofura em banda. Essa banda que fez eu me apaixonar pelo mundo gótico. Não tem como ver o Robert Smith e não lembrar do Edward Mãos de Tesoura. Robert Smith trouxe toda uma estética ao mundo gótico.



Nossa, muita gente foda. Hoje a musica gótica não se resume mais a Darkwave e bandas oitentistas, houve o surgimento de varias outras vertentes de musica gótica, no metal, no metal sinfonico, e até na musica eletrônica.

Temos Blutengel, com uma musica eletrônica cheia de sangue, satanismo,orgias e vampiros.

Temos o mestre do marketing Marilyn Manson, e suas criticas sociais. 

                                          Temos Nightwish, com a Tarja, porque sem ela não presta.

                                          Temos H.I.M...Com o gostoso do Ville Vallo, todax querem ser mordidas por ele. Ai deuses, que homem é esse? vivo pra ver ele fazendo o Lestat no cinema.


Mas a cultura gótica não se resume apenas ao meio musical, também teve seus representantes em tantas outras artes. Seja com o mundo de melancolia, desespero e medo criado por escritores e poetas como Alvares de Azevedo, Augusto dos anjos, Edgar Allan Poe,Stephen King com suas obras desesperadoras, Anne Rice com suas obras vampirescas.


Adeus, Meus Sonhos!
Adeus, meus sonhos, eu pranteio e morro!
Não levo da existência uma saudade!
E tanta vida que meu peito enchia
Morreu na minha triste mocidade!
Misérrimo! votei meus pobres dias
À sina doida de um amor sem fruto...
E minh’alma na treva agora dorme
Como um olhar que a morte envolve em luto.
Que me resta, meu Deus?!... morra comigo
A estrela de meus cândidos amores,
Já que não levo no meu peito morto
Um punhado sequer de murchas flores!

-Álvares de Azevedo-

Entre os clássicos temos obras como Carrie: A estranha, do fodastico Stephen King.  Entre vista com o vampiro, da genial Anne Rice. O corvo, do pai do horror Edgar Allan Poe. Muitas dessas obras foram adaptadas para o cinema, como:



                    A família tradicional brasileira de Anne Rice, em "Entrevista com o vampiro"

Lestat seduzindo com o violino em "A rainha dos condenados", escrito por Anne Rice

Dracula de Bram Stoker, que já temos uma resenha do livro aqui no blog.



E claro, o fantástico e gótico mundo do diretor Tim Burton <3... o queridinho dos góticos.


E muitos outros clássicos. Antes de se vestirem de preto e se intitularem góticos, saibam que tem toda uma cultura por trás desse estilo exótico. Lembrem-se também que o preto não é só o que caracteriza o gótico. Bjs das trevas, e até a próxima!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...