sábado, 30 de maio de 2015

Três por um, Cérbero


     Para que serve um cachorro de três cabeças? Não sei. Seria um bom vigia, talvez... Uma das funções dele, além de atormentar os que “viviam” no Hades, era impedir que saíssem de lá (o que é o Hades? É a morada dos mortos para os gregos, não só o inferno, por favor, o paraíso também estaria lá).

     Imagine como seriam três cabeças em um corpo, três formas de pensar, uma querendo sobrepor à outra. Que inferno seria. Já é difícil lidar só com a gente. Se às vezes nos perdemos em nós mesmos; indecisões, medos. O que é melhor de se fazer primeiro se é tantas as opções, tantas consequências, tantas frustrações a se evitar? Como conciliar as várias faces de nós mesmo, os vários planos? E às vezes ainda colocamos um Cérbero na porta nos impedindo de sair, que fofo (e essa piada cretina de Harry Potter...?).


     O pior é que esse “inferno interno” não acontece só com uma pessoa, como indivíduo, pode também ocorrer em um grupo, seja lá para que essas pessoas estejam juntas, muito difícil que sempre suas ideias coincidam, aí corre o risco de vir um Cérbero e estraçalhar tudo. (Se ainda estiver esperando por uma resposta nesse texto,saiba que aqui quase só faço perguntas).

     Estamos fazendo essas reflexões usando da mitologia, se se interessou temos outros textos:




OBS: Na pesquisa que fiz (que confesso que foi rápida), vi que Cérbero significa “demônio do poço”... Por que isso?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...