sábado, 16 de maio de 2015

12 anos de escravidão







Imaginem que vivem suas vidas normalmente, aquela mesma rotina, um dia você é chamado(a) para um trabalho muito bom em que pode mudar sua carreira e então não perde a oportunidade e vai se encontrar com os contratantes e depois de beber alguns drinks você acorda sabe –se lá quanto tempo depois e se vê acorrentado na condição de um escravo traficado ilegalmente, você conseguiu imaginar? Pois é, eu também não. E em homenagem ao aniversario da abolição da escravatura no Brasil vamos falar sobre 12 anos de escravidão?




Ficha técnica:
Titulo: 12 anos de escravidão
Diretor: Steve McQueen
Gênero: Drama, histórico
País: E.U.A.

Ai o leitor vai levantar a mãozinha e perguntar coisas como: “Mas, o dia 13 de maio não já passou?” ou “Mas, a comemoração é da abolição no Brasil e não nos Estados Unidos, não é?” Primeiro: desculpem, é fato que a data oficial já passou, mas por falta de tempo não pude postar no dia “oficial”, e essa data deve ser comemorada todos os dias, porque lembra o que os nossos antepassados sofreram e que poderíamos estar sofrendo ainda hoje;


Segundo esse regime abominável foi a mesma droga em todos os lugares e com diferentes povos, lembrando que escravos não são só negros, e que escravidão sempre existiu na historia humana (espécie chula na minha opinião).


Para começar acho legal explicar que os Estados Unidos da América, foi uma colônia escravista assim como o Brasil, e o ser humano está propenso a todo tipo de conduta, o que diferencia é o incentivo que se dá a esses seres humanos; Nos E.U.A. existiu uma divisão, uma divergência de condutas acerca de questões politicas, econômicas e principalmente com relação a escravatura; sendo assim o pais se dividiu entre norte industrializado e contra o trabalho escravo, e o norte que ainda vivia de monocultura e com mão de obra escravista.









É nesse contexto que se passa a historia de Solomon Northup, eleconta no livro que escreveu depois de ser libertado, depois que foi confirmada a sua nacionalidade norte estadunidense; infelizmente essa humilde pessoa não teve acesso ao livro, por falta de dinheiro e de tempo.


Enfim o filme que contou com Chiwetel Ejiofor, Michael Fassbend, Lupita Nyong'o e outros talentosos atores em seu elenco; baseado no livro 12 years a slave, conta a historia do já mencionado Solomon Northup, que viva como um homem livre no norte, mas um dia ao receber uma proposta de trabalho é drogado, sequestrado e traficado para o sul dos Estados Unidos, onde a escravidão ainda era uma realidade muito forte em 1841, período em que a historia se passa. Relatando toda a realidade cruel da escravidão o filme mostra todos os abusos que sofriam os escravos.









O que vi no filme foi um prato cheio para discussões a cerca do tema e a galera do meu curso (História) também, tanto que ate fizeram uma mesa redonda na UFRJ, mas isso é conversa para um tempo maior... A questão é que se parrarmos para pensar a ideia de que seres humanos serem escravizados está longe de nossa concepção; confortáveis em nossas vidas pacatas não nos dão conta que a escravidão ainda existe; que campos de concentração ainda existem na Coréia do norte, por exemplo; é muito fácil julgar e perguntar: “Mas, as pessoas sabiam e não faziam nada?” no caso deles era um costume social, para eles era natural. (não que isso justifique as atrocidades) mas e para nós que sabemos da conquista da ilegalidade?
















Com certeza é uma historia muito reflexiva acerca de nosso papel com seres humanos, nesse mundo de “sei lá quem”.


Ate a próxima gente formosa! ^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...