quarta-feira, 11 de março de 2015

Dias chuvosos









Capitulo 1

Era uma manha chuvosa a que eu te conheci ainda me lembro do seu sorriso e de sua introdução formal

- Bom dia! Prazer, eu sou Vincent Stone

Você era como um raio de sol em um cinzento e carregado.

O dia que eu te perdi também era chuvoso.

Capitulo 2

Na delegacia onde eu trabalhava, veio uma denuncia de atuação da máfia e eu nunca imaginei quem teria sido a vitima, meus colegas não me deixaram te ver mesmo que eu dissesse que não consegui nem ao menos me despedir.

- Amanda, você não vai querer lembrar dele assim, ele vai ser cremado como pediu à família.

Naquele dia eu morri junto com você.

Capitulo 3

Sou uma desertora e planejo encontrar as pessoas que tanto lhe causaram mal, e encontro. Não foi nada fácil me passar por uma deles, mas como meu falecido pai tinha seus contatos nesse meio facilitou um pouco, me infiltrei e conquistei a confiança da maioria deles, são todos obtusos, mas perigosos.

- Você puxou ao seu pai bambina.

- parece que o sangue fala mais alto do que eu pensei.

Capitulo 4

Foi em uma quarta feira, fazia um tempo bom, já não podia mais adiar, sabia que já estava morta em vida por isso não tinha mais nada a perder e cortei a garganta de Marco, na frente de todos, e arranquei um pedaço de sua orelha. Matar um irmão tão querido entre eles, era pedir para morrer, mas já havia me vingado de quem tinha te tirado a vida, e não ia deixar que me matassem seria um insulto a mim mesma, deixar que aquele bando de trogloditas tocassem em um fio de cabelo meu.

Capitulo 5

Morrer por overdose é o clássico para as estrelas de cinema e da musica, mas para mim que estava fugindo da policia e da máfia era a forma mais rápida e discreta, de ir encontrar todos os que me deixaram inclusive você.



Quando chegaram já não havia mais nada o que eles pudessem fazer; não me pergunte quanto tempo eu passei obcecada pela vingança, ou quanto tempo eu levei para cumprir meus planos, o que importa é que eu consegui, e não tenho ideia de para onde eu vou agora, mas não tenho medo do escuro e nem da luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...